logo
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
MUSEU
COLECÇÕES
EXPOSIÇÕES
SERVIÇOS E ACTIVIDADES
LOJA
NOVIDADES
INFORMAÇÕES

Newsletter




Autenticação

Partilhar

Facebook Image

 Google Arts & Culture

:: INICIO NOVIDADES
.:: Daniel Mota e Philippe Marques PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quinta-feira, 18 de Julho de 2019 // 19:00 h

Daniel Mota e Phillipe Marques Recital de fagote e piano por Daniel Mota e Philippe Marques. A entrada é livre.

 

DANIEL MOTA nasceu em 1990 e é, desde 2018, Fagote solista na Berner Symphonieorchester (Berna – Suíça). Em 2002 ingressa na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, com Roberto Erculiani como professor, onde dá os primeiros passos no Fagote. Depois de 6 anos nesta escola seguiram-se Lisboa (Academia Nacional Superior de Orquestra - 2008/2012), Madrid (Escuela Superior de Musica Reina Sofia - 2012/2015) e Zurique (Zürcher Hochschule der Künste - 2015/2019), onde teve como professores de instrumento Franz Dörsam, Rui Lopes, Klaus Thunemann e Giorgio Mandolesi. Durante este período foi bolseiro da Fundação Rotário Portuguesa, Metropolitana, Fundacion Albéniz e Fundação Calouste Gulbenkian. Realizou também vários cursos de aperfeiçoamento musical com personalidades como Dag Jensen, Mathias Racz, Carlo Colombo, Marc Trenel, Radovan Vlaktovic, Jacques Zoon, Michel Arrignon entres outros. Paralelamente ao percurso académico teve oportunidade de colaborar com várias Orquestras Nacionais e Internacionais, entre elas Orquestra de Câmara Portuguesa, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Sinfónica de Madrid, Musikkollegium Winterthur, Orchestre de Paris, Gustav Mahler Jugendorchester. Durante o ano de 2017 foi Solista B na Orquestra Clássica do Sul.

 

PHILIPPE MARQUES nasceu em 1991 em Lausanne, na Suíça. Iniciou os seus estudos musicais em 2001, no Conservatório Regional Silva Marques, onde estudou com Catherine C. Paiva. Em 2006 foi admitido no Conservatório Nacional, completando o Curso de Piano com 20 valores na classe de Hélder Entrudo.

 

Apresenta-se regularmente em vários locais do país, dos quais se destacam: Teatro S. Luiz, Teatro Nacional de São Carlos, CCB, Grande Auditório da Escola Superior de Música de Lisboa, Palácio Foz (Lisboa), Casa Verdades de Faria (Cascais), Eborae Mvsica (Évora), Teatro Sá da Bandeira (Santarém), Museu Soares dos Reis (Porto) e Conservatório do Porto. Tem participado em recitais gravados pela Antena 2, incluindo um ciclo dedicado à apresentação pública da integral das sonatas para piano de J. D. Bomtempo. Como solista, apresentou-se em Março de 2011 com a Orquestra da Escola Superior de Música de Lisboa, sob a direção do maestro Vasco Pearce de Azevedo, interpretando o primeiro concerto para piano de F. Liszt. Em 2012 deu concertos a solo em Paris e na Califórnia. Em 2014, para além de recitais em Paris, participou igualmente numa digressão ao Brasil, tendo-se apresentado em alguns dos principais palcos de cinco cidades - dos quais se destaca o Centro Cultural de São Paulo - unicamente com música de compositores portugueses. No âmbito da mesma digressão, gravou para três rádios brasileiras e, ao lado do pianista Duarte Pereira Martins, um programa para a TV Brasil.

 

Colaborou com o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa e é membro do Ensemble MPMP. Já estreou obras de vários compositores portugueses e estrangeiros, de entre os quais se destacam Edward Luiz Ayres d’Abreu, Nuno da Rocha, Daniel Moreira, Francisco Tavares e Eli Camargo Jr. Colabora regularmente com músicos como Jan Wierzba, Alberto Roque, Alexander Stewart, Tamila Kharambura, Tiago Oliveira, Duarte Pereira Martins, Isa Antunes e Nuno Cardoso.

 

Finalizou em 2014 o Mestrado em Música na Escola Superior de Música de Lisboa - instituição onde se licenciou – com a máxima classificação, sempre sob a orientação do professor Miguel Henriques (pianista e autor do livro The (Well) Informed Piano). Finalizou igualmente, em 2018, o Mestrado em Ensino da Música. Leciona piano no Conservatório de Música da Metropolitana.

 

Os seus últimos projetos incluem a gravação da integral das sonatas para piano de J. D. Bomtempo, num total de quatro discos, bem como de obras de câmara de Ruy Coelho com Alexander Stewart e o Ensemble MPMP.

 


PROGRAMA

 

FRANÇOIS DEVIENNE (1759-1803)
Sonata para Fagote e Piano n.5 Op.24
Allegro con Espressione - Adagio – Rondo

 

ISANG YUN (1917-1995)
Monolog

W. A. MOZART (1756-1791)
Concerto para Fagote e Orquestra
Allegro - Adagio – Rondo

CARL MARIA VON WEBER (1786-1826)
Andante e Rondo